Foi encontrado morto na tarde desta quinta-feira , o acusado de matar o Sindicalista Alenquer em Castelo de Sonhos em outubro de 2018. Conforme a informação direta para redação do Jornal Folha do Progresso, Juara foi encontrado morto na vicinal “Entrada do 38”, na tarde desta quinta – feira (25), no município de Gurantã do Norte (MT).


As circunstâncias do crime ainda nãos foi divulgada, ele foi encontrado no chão sem vida com perfuração a bala na região da cabeça.
Jorge Juara teve liberdade concedida pela Juiza Criminal  Liana da Silva Hurtado Toigo da Comarca de Novo Progresso no dia 29 de maio de 2020, para tratamento de saúde.

Jorge Juara foi preso em março de 2019 em Guarantã do Norte (MT), onde cumpria pena.
Jorge Juara foi preso em março de 2019 em Guarantã do Norte (MT), onde cumpria pena.


Alenquer, foi morto a tiros na tarde da do dia 11 de Outubro de 2018,  dentro da própria residência, onde também funcionava a sede do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar (Sintraff) de Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira, sudoeste do Pará.

No mesmo dia do crime o motorista que fazia fuga dos pistoleiros foi preso, ele confessou a participação e deu nome dos envolvidos. Dois dias após o crime a policia civil fez operação em busca dos criminosos, um outro suspeito de matar o líder sindical foi morto durante troca de tiros com policiais em area de assentamento.  Além disso, um empresário suspeito de ser mandante do crime também foi detido e posteriormente liberado.

As investigações foram conduzidas pelo Delegado Francimar, varias pessoas foram indiciadas com envolvimento no crime outras três estão presas -João Paulo Ferrari,Claudinei e Jorge Juara-  o inquérito esta concluso e mais uma pessoa tem o mandado de prisão em  aberto esta sendo procurado pela policia.

Por:JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Comentários do Facebook