Eleições 2018: Campanha silenciosa nas ruas, mas “barulhenta” nas mídias sociais

Nas ruas a campanha eleitoral está calma e silenciosa, não se ouve carro de som, cabos eleitorais e nem os candidatos no corpo a corpo como era comum em anos anteriores.

A internet se tornou o maior meio de comunicação, isso é notável na atualidade, quase todo mundo tem um celular ou smartphone com acesso a grande rede. Com isso a campanha eleitoral de 2018, pelo formato curto, as mídias sociais se tornaram vantajosas.

Com isso, nas ruas a campanha eleitoral está calma e silenciosa, não se ouve carro de som, cabos eleitorais e nem os candidatos no corpo a corpo como era comum em anos anteriores.

Mas enquanto isso nas redes sociais, impulsionamento pago tem tomado de conta, eleitores mais ferrenhos, uma verdadeira barulheira.

Isso mostra que as mídias sociais fará uma enorme diferença e irá decidir as eleições de 2018. Isso mostra que os políticos em relação ao setor privado, pelo menos nessas horas é mais organizado e busca fazer muito barulho em cima do marketing digital, claro que alguns de forma errada, mas em sua maioria tem buscado profissionais da área para auxiliar na busca e conquista do voto.

O lado positivo disso é que a poluição eleitoral fora da internet está sumindo, o lado negativo é que o político está cada vez mais distante fisicamente do eleitor.

Olhar Cidade da Redação

Comentários do Facebook